05/04/10

O PAPEL DA MULHER NA IGREJA


O PAPEL DA MULHER NA IGREJA
Deus tem um plano para sua vida - plano este que ninguém mais na Terra pode cumprir, porque você é única aos olhos de Deus. A tradição religiosa tem reprimido as mulheres.
Na política a mulher ganhou o direito de votar há pouco tempo.

NA IGREJA
Desde a sua gênese, a igreja tem beneficiado do ministério feminino. Romanos 16, menciona pelo seu nome, sete mulheres cristãs, entre as quais Febe. Esta mulher havia ajudado e protegido crentes mais fracos, ensinando-os e provendo-lhes suas necessidades físicas. Também havia o cuidado dos enfermos e a ajuda ás mulheres crentes em seu trabalho na igreja. Apesar de não ocupar qualquer posição oficial na igreja cristã, servia ao Senhor Jesus Cristo, bem como aos seus discípulos, razão pela qual merecia a consideração e a atenção de todos os crentes. Febe utilizou os seus recursos mentais, materiais e espirituais afim de servir a Igreja Cristã.
A "Igreja" é um lugar de serviço e nela uma mulher cristã pode exercer um ministério de grande valor. Ministérios como o da oração, evangelização, hospitalidade, beneficência, aconselhamento, entre outras áreas. Não desperdicemos nossos dons e talentos, coloquemo-los ao serviço do Senhor.
Nas nações muçulmanas as mulheres são obrigadas a cobrir o rosto e o corpo com longas vestes. Na igreja cristã, a teologia tradicional tirou duas declarações de Paulo e as usou para estabelecer uma doutrina que restringe as mulheres ao silêncio e lhes proíbe qualquer iniciativa de liderança (I Co 14:34-35).
Você é especial para Deus, projetada por Ele, com potencial ilimitado. Eva, a primeira mulher a ser criada por Deus (Gn 3:20), tem inspirado doutrinas severas “calando as mulheres e anulando seu dinamismo”.
Mas, se a desobediência de uma mulher resultou na queda da raça humana, não nos esqueçamos que foi a obediência de uma mulher que resultou na redenção da raça.
Deus escolheu uma mulher como instrumento para a redenção, o perdão e a salvação eterna. Uma mulher ficou sendo o meio de trazer alegria, paz, amor, consolo e realização à raça humana (Lc. 1:26-38).

Pelo fato de Paulo ter dito: "A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva" (I Tm 2.11-13), muitos dizem que ele era machista. Na verdade, o que provavelmente acontecia era que algumas mulheres em Éfeso queriam ser autoritárias na igreja, sem respeitar a Timóteo, o pastor, por ser muito novo (4.12). Além disso, considere-se o contexto, que mostra justamente o contrário do que dizem: "Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia [...], mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras" (vv.9,10). Veja que Paulo não desprezou a Lóide e Eunice (avó e mãe de Timóteo, respectivamente) em sua segunda carta dirigida a esse jovem (II Tm 1.5). Leia também Atos 16.13-15.
Maria Madalena, uma mulher de negócios – mas que chegou até Jesus e foi liberta por Ele – tornou-se sua seguidora, veio a Ele dar apoio, ajudava-O nos assuntos financeiros, estava presente ao lado da cruz, ajudou a preparar o corpo de Cristo para o sepultamento, estava presente quando Jesus ressuscitou, foi visitada por Ele, recebeu o seu recado e o transmitiu aos Apóstolos, recebeu a plenitude do Espírito Santo no dia de Pentecostes e, obviamente, era mensageira e testemunha ungida de Jesus Cristo na igreja primitiva.
Maria Madalena tivera sete demônios. Jesus expulsou todos, a fim de que Ela pudesse ter vida real eterna e abundante.
Jesus liberta dos maus hábitos que contaminam o corpo, a mente e o espírito, e nos leva a desenvolver hábitos que ajudam a nos limpar e purificar, bem como a outras pessoas.
Quando Jesus se torna Senhor da sua vida, você mulher, consegue fazer todas as coisas que Deus manda quando fala ao seu coração. O que há de ruim na sua vida será sufocado pelo bem que Deus faz crescer em você, mediante a sua nova vida.
Quando Jesus veio, raiou um novo dia para as mulheres e para os homens igualmente. Temos liberdade! Já não somos escravos, já não estamos amarradas. Fomos libertadas.

Por quê?
Porque somos amadas, somos estimadas, somos necessárias, somos uma parte da Igreja de Cristo. Agora podemos optar por servir, seguir, obedecer e amar o Nosso Senhor Jesus Cristo.

Qual é a sua opção?
Agora, seu futuro, sua nova posição, sua nova vida de amor, fidelidade, sucesso, realização e alta estima dependem da sua posição de tomar a decisão aqui e agora, por servir, obedecer, amar e fazer a vontade de Deus.




Nenhum comentário: