24/04/11

ESTUDO: O ESPÍRITO SANTO: O SELO E O BATISMO NO PODER


ESTUDO: O ESPÍRITO SANTO: O SELO E O BATISMO NO PODER



Ef 1:12-14

Nos dias do Antigo Testamento somente algumas pessoas tinham o privilégio de serem habitação do Espírito Santo de Deus. Patriarcas, como Abraão, juízes, como Sansão e Gideão, profetas como Moisés, Elias e Eliseu, dentre outros.  Por exemplo, Eliseu pediu a porção dobrada do Espírito que estava na vida de Elias – e recebeu (II Reis 2:9,10). Porém, através do profeta Joel, o Senhor anunciou um tempo quando Seu Espírito seria derramado sobre todos os Seus filhos: homens, mulheres, jovens e anciãos (Joel 2:28, 29).

Tal profecia se cumpriu nos dias de Pentecostes na vida da Igreja de Jesus Cristo. O apóstolo Pedro fez menção da profecia de Joel na pregação que fez no dia e Pentecostes, quando cada pessoa da Igreja (eram cerca de 120) foi cheia do Espírito Santo (Atos 2:14ss).  Hoje, louvado seja o Senhor por isso, temos o Espírito Santo pronto a habitar a vida de cada pessoa que se aliança com Deus através de Jesus Cristo.

1o. O Espírito Santo é para todo o que se converte a Jesus. 

Converter-se é o mesmo que nascer de novo. Para Deus, antes de nos entregarmos a Jesus estávamos mortos por causa dos nossos pecados (Ef 2:1). O processo que Deus usou para nos salvar foi o seguinte:

 a) Enviou Jesus para morrer por nós e ressuscitar dentre os mortos (Ef 1:20);

 b) Fez com que o Evangelho, as notícias da morte e ressurreição, do por que e dos resultados disto chegassem ao nosso conhecimento (Ef 1:13);

 c) Mediante a nossa fé, o Espírito Santo ligou-se a nós como um “selo”, garantia da nossa nova condição de filhos de Deus (Ef 1:13b, 14).

 Não existe salvação sem a presença do Espírito Santo. Sem Ele a conversão é apenas aparente, sem fruto. O Espírito é o responsável por nos capacitar a vivermos uma vida de louvor e glória ao nosso Pai (v. 14).

 2o. Após o selo do Espírito, devemos buscar o batismo no poder do Espírito Santo.

Batismo significa mergulho, imersão.  Depois de selado você precisa querer mergulhar no Espírito de Poder, que é o Espírito Santo. Atos 1:8 explica bem a relação que há entre o batismo no poder do Espírito e a capacidade sobrenatural para servir a Deus nesta terra. Observe que o projeto do Pai inclui enche-lo do Espírito Santo para que você possa alcançar outras vidas com o Evangelho.

 Observe o mandamento que há em Ef 5:18. Deus quer que você queira ser cheio do Espírito! A palavra do apóstolo Paulo, incluindo a questão do embriagar-se com vinho neste contexto é proposital. Para que alguém se embriague, este toma não pouco vinho. Pois você já experimentou um pouco do Espírito, o selo, agora deve querer embriagar-se dEle!

 Lucas 11:13 nos ajuda a entender isto: o Pai quer que você entenda e queira ser cheio do Espírito Santo. Aos olhos do Pai isto é o que há de mais importante para sua vida – é a sua necessidade mais premente!

 3o. Cuidado para não entristecer o Espírito Santo!

Em Ef 4:30 temos o mandamento de não causarmos tristeza ao Espírito de Deus. Observe que este verso também menciona o selo, como em 1:14. Poderíamos fazer uma lista de atitudes que entristecem o Espírito, mas com certeza o que mais fere o Senhor é a recusa do crente em mergulhar nas águas profundas.  Não querer mais dEle é o que, certamente, fere mais profundamente Seu coração. Esta expressão, águas profundas, tem relação com o batismo no Espírito, mas também com a visão do profeta Ezequiel (Ez 47). Entristece o Espírito que selados se contentem com águas pelos tornozelos, joelhos ou cintura. Ele deseja que nos lancemos às águas profundas da comunhão com Ele.

Você está disposto a ter mais do que o selo do Espírito e a buscar o enchimento de sua vida pelo Espírito Santo de Deus? Deixe o Espírito inundar sua vida e capacitá-lo a viver uma vida para o louvor da glória de Deus.

 O BATISMO COM OU NO ESPÍRITO SANTO

 A Graça e a Paz do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo! É com imensa satisfação que responderei suas perguntas. “[...] que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele [...]” (Ef. 1:17).

 Sou da IGREVA DO EVANGELHO QUADRANGULAR. Somos de fé Renovada. Cremos no batismo com ou no Espírito Santo. O que acontece é que houve uma apostasia da fé Reformada e muitos pastores não estão preocupados com o crescimento espiritual das ovelhas, estão mais preocupados com os seus bens do que com o seu bem estar espiritual. Estão dando palha, pregando um evangelho falsificado corrompido com toda sorte de heresias. E o que a Bíblia ensina realmente sobre o batismo com o Espírito Santo? Será que a maioria dos pastores estão comprometidos com as verdades Bíblicas? Ou estão mais preocupados em agradar os homens? O batismo com o Espírito Santo acontece no ato da regeneração e não tem nada a ver com línguas estranhas. Muitos dizem que o batismo com o Espírito Santo é uma segunda obra da graça e vem acompanhado do falar em línguas estranhas. Isso estava acontecendo na igreja de Corinto onde um grupo que falava em línguas e por esse motivo se achava mais espiritual do que os outros. Porém Paulo se dirige a eles como a carnais, meninos na fé. Mas, o apóstolo para corrigir o erro doutrinário afirma que todos foram batizados no mesmo Espírito: “Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito” (1Co. 12:13).

Está claro, quem não for batizado com o Espírito Santo não é salvo, ou seja, não foi alcançado pela graça salvadora. O batismo é o penhor, o selo, a garantia segura da nossa salvação (Ef. 1:13-14; 4:30).

O Pentecoste foi um acontecimento único, o Espírito foi derramado, conforme profecia de (Joel 2:28; Isaias 32:15), e permanece até hoje na igreja. Todos os que forem sendo incorporados ao corpo de Cristo são batizados. O batismo é uma promessa e uma promessa não é algo que se vá buscar e lutar para conseguir, ao contrário é algo que acontece no tempo determinado tendo em vista que o Espírito Santo nos é outorgado, imputado (Rm. 5:5), o que significa em última análise que Ele é derramado sem que possamos resistir a sua operação miraculosa, diz as sagradas Escrituras.

A doutrina Pentecostal é de que o batismo com o Espírito Santo acontece depois que a pessoa se converte, e se houver uma buscar intensa. Esse batismo não acontece com todos os crentes, segundo essa doutrina, apenas com os mais espirituais, e será acompanhada do falar em línguas estranhas a fim de que fique evidenciado que houve realmente o batismo, o que é antibíblico. A igreja pentecostal, hoje, é composta dos que são e dos que não são batizados com o Espírito Santo. Porém, a Bíblia diz que todos são batizados no mesmo Espírito, e nem todos falam em línguas (1Co. 12; 28-31). Analisemos, pois, um texto muito importante que irar esclarecer muitas dúvidas: “No caso de alguém falar em outra língua, que não sejam mais do que dois ou quando muitos três, e isto sucessivamente, e haja quem interprete. Mas, não havendo intérprete, fique calado na igreja [...]”. O apóstolo Paulo não proibia, mas, doutrinou a igreja no sentido de eliminar tais práticas. Por quê? Primeiro, a igreja era composta de crentes vindo do judaísmo e do paganismo. As línguas que eles estavam falando em Corinto eram usadas nos templos pagãos. Ao entrar em estado de estase (nos templos pagãos) muitos falavam em línguas, que na verdade eram línguas de demônios. As pessoas que viam tudo aquilo ficavam fascinadas acreditando que eles estavam em contato com os deuses. Essas manifestações davam certo destaque espiritual e muitos trouxeram para dentro da igreja essa bagagem cultural. Todavia, Paulo corrige a falha doutrinando-os de forma a eliminar aquelas manifestações que não trazia crescimento à igreja. Quando ele diz que fale um de cada vez e no máximo três e se tiver quem interprete, era por que não havia quem interpretasse.

Será que hoje não estar da mesma forma, ou até pior? Quando entramos em uma igreja e vemos todos falando em línguas, que é o costume dos Pentecostais, será que Deus está operando ali? Será que é um mover do Espírito como afirmam alguns? Será que o Espírito Santo vai de encontro ao que está estabelecido em Sua Palavra? Claro que não! Se a bíblia diz que fale no máximo três e vemos todos falando ao mesmo tempo com certeza não é o Espírito Santo de Deus, pois Ele não vai de encontro ao que está estabelecido em Sua Palavra. Outros falam e não interpretam, é Deus que está operando? Não! E o que é tudo aquilo? São obras da carne como diz o apóstolo Paulo: “Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo” (1Co. 3:1). E o que é mais agravante é que o Pentecostalismo dividiu o Corpo de Cristo, e o que faz isso é a heresia. Vejamos o que diz Tito 3:10: “Evita o homem faccioso [1], depois de admoestá-lo primeira e segunda vez, pois sabes que tal pessoa está pervertida, e vive pecando, e por si mesma está condenada”. Toda essa divisão que aconteceu na igreja devido ao movimento Pentecostal enquadra-se nesse versículo.

 Qual a Evidência do Batismo no Espírito Santo?


       A Bíblia nos dá exemplos de que o falar em línguas estranhas é uma evidência física e audível da plenitude do Espírito em nós, o que é confirmado pela experiência de milhões de batizados. Poderá ocorrer casos de batismo sem o falar imediato em línguas? Pode. Deus é soberano na Sua vontade e não está limitado a fórmulas. Há casos também em que a plenitude do Espírito vem simultaneamente com outros dons, além do dom de línguas. Vejamos alguns exemplos bíblicos do falar noutras línguas como evidência desse batismo:
       No Dia de Pentecoste, estavam reunidos no cenáculo 120 pessoas:

 "De repente veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo, e PASSARAM A FALAR EM OUTRAS LÍNGUAS, segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (Atos 2.1-4).

        Não apenas os discípulos de Jesus estavam ali. Homens e mulheres, até mesmo Maria, mãe de Jesus receberam a plenitude do Espírito naquele momento (Atos 1.14-15).

 "E ainda Pedro falava estas coisas quando caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. E os fiéis que eram da circuncisão, que vieram com Pedro, admiraram-se, porque também sobre os gentios foi derramado o dom do Espírito Santo, pois os ouviam FALANDO EM LÍNGUAS, e engrandecendo a Deus" (Atos 10.44-46).

        A partir do momento em que os cristãos hebreus ouviram os gentios falando em línguas, tiveram a certeza de que haviam recebido o derramar do Espírito.
       Os discípulos em Éfeso:

 "E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto FALAVAM EM LÍNGUAS COMO PROFETIZAVAM. eram ao todo uns doze homens" (Atos 19.1-7).

Aqui mais de um dom foi concedido no ato do batismo.


     Os crentes samaritanos:

 "Então lhes impunham {Pedro e João} as mãos, e recebiam estes o Espírito Santo. Vendo, porém, Simão que, pelo fato de imporem os apóstolos as mãos, era concedido o Espírito Santo, ofereceu-lhe dinheiro” (Atos 8.15-18).

        Por inferência, o que Simão, o mágico, viu foi o FALAR EM LÍNGUAS. Que outro sinal teria visto? Alegria? Não, pois já haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus, e viviam alegres com o novo nascimento. Teriam desmaiado? Não, não há relato bíblico de reações emotivas, tais como queda, choro, desmaio, embora isso possa ocorrer.
       Além desse sinal físico - o falar noutras línguas -, o genuíno batismo no Espírito Santo proporciona o aumento da capacidade de amar, exaltar e glorificar a Deus; fará aumentar o desprezo pelos prazeres mundanos; dar mais convicção da presença do Espírito Santo em nossas vidas; aumentará o apego às Escrituras; elevará o interesse em salvar as almas perdidas e em pregar o Evangelho; proporcionará revestimento de poder para anunciar as Boas Novas com ousadia, coragem, intrepidez e amor, na direção do Espírito:

 "Ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder" (Lucas 24.49; Atos 1.4; 2.14).

 Quem é o Espírito Santo?

       Na qualidade de Terceira Pessoa da Trindade, o Espírito Santo é Deus e possui, é óbvio, os mesmos atributos de Deus. Com Deus Pai e Deus Filho participou da Criação. É Ele quem distribui os dons espirituais e ministeriais, segundo a Sua soberana vontade. O Espírito Santo habita no crente. (Gn 1.2; Sl 139.7; At 5.3-4; Rm 15.19; l Co 2.10; Jó 33.4).
 

O Espírito Santo Pode ser Tirado do Crente?

       O Espírito Santo jamais se afasta do crente fiel (Romanos 8.9; 1 Coríntios 3.16; 6.19). Todavia, o Espírito se retira quando a fé é abandonada; quando a voz do Espírito não mais é ouvida; quando os corações ficam endurecidos a tal ponto que não há mais possibilidade de arrependimento (Romanos 8.7-19). O Espírito Santo não se retira por qualquer pecado. Ele está em nós justamente para nos convencer do pecado, da justiça e do juízo, e nos levar ao arrependimento. Mas se continuarmos na rebeldia, sem sincero propósito de deixarmos o pecado, já não seremos membros do Corpo de Cristo:

 “SE PECARMOS VOLUNTARIAMENTE, DEPOIS DE TERMOS RECEBIDO O CONHECIMENTO DA VERDADE, JÁ NÃO RESTA MAIS SACRIFÍCIOS PELOS PECADOS, MAS UMA CERTA EXPECTAÇÃO HORRÍVEL DE JUÍZO E ARDOR DE FOGO, QUE HÁ DE DEVORAR OS ADVERSÁRIOS” (Hebreus 10.26-27; Juízes 16.20)

        O rei Davi, após cometer o terrível pecado de adultério, e tendo sido co-autor de um homicídio, clamou a Deus:

 “Não me lances fora da tua presença e não retires de mim o teu Espírito Santo” (Salmos 51.11).

        Perder o Espírito Santo significa perder a salvação. Para não perdermos a salvação devemos continuar ligados à Videira Verdadeira. Leiam: João 15.6; Colossenses 1.23; 1 Coríntios 15.2; Hebreus 2.3; 3.14; 10.38; 1 João 1.7.

 "O que é o batismo do Espírito Santo?"

 Resposta: Podemos definir o Batismo do Espírito Santo como a obra através da qual o Espírito de Deus coloca o crente em união com Cristo e em união com outros crentes no Corpo de Cristo, no momento da salvação. I Coríntios 12:12-13 e Romanos 6:1-4 são as passagens centrais na Bíblia onde encontramos esta doutrina. I Coríntios 12:13 declara: “Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.” Romanos 6:1-4 declara: “Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.” Apesar de Romanos 6 não mencionar especificamente o Espírito de Deus, descreve a posição dos crentes perante Deus e I Coríntios 12 nos diz como isto acontece.

 É necessário que observemos três fatos que ajudam a solidificar nossa compreensão do Batismo do Espírito. Primeiramente, I Coríntios 12:13 afirma claramente que todos fomos batizados no momento em que bebemos (recebemos o Espírito para habitar em nós). Em segundo lugar, em nenhum lugar das Escrituras ela exorta que os crentes sejam batizados com/ no/ pelo Espírito. Isto indica que todos os crentes já experimentaram este ministério. Por último, Efésios 4:5 parece se referir ao batismo do Espírito. Se este é mesmo o caso, o batismo do Espírito já é a realidade de cada crente, assim como o são “uma fé” e “um Pai”.

Concluindo, o batismo do Espírito Santo faz duas coisas: (1) nos une ao Corpo de Cristo, e (2) valida nossa co-crucificação com Cristo. Sermos parte de Seu corpo significa que somos levantados com Ele para novidade de vida (Romanos 6:4). Devemos então exercitar nossos dons espirituais a fim de mantermos este corpo funcionando adequadamente como afirma o contexto de I Coríntios 12:13. Experimentar o batismo do Espírito funciona como base para mantermos a unidade da igreja, como no contexto de Efésios 4:5. Sermos associados com Cristo em Sua morte, sepultamento e ressurreição através do batismo do Espírito estabelece a base para a conquista da nossa separação do poder do pecado que está dentro de nós e nossa caminhada em novidade de vida (Romanos 6:1-10, Colossenses 2:12).


BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

 Efésios 1:13 - “em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa.”

 PENSAMENTO: Através deste estudo veremos como cada crente que nasceu de novo e tem Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador também está selado com o Espírito Santo da promessa, ou seja, está batizado com o Espírito Santo.

 1. O ESPÍRITO SANTO É O PRÓPRIO DEUS.

a) 2ª Co 3:17 - Jesus é o Espírito

b) Jo 14:23 - Jesus é o Pai e o Pai é o Espírito

2. O ESPÍRITO SANTO NO VELHO TESTAMENTO

a) Gn 1:2 - O Espírito se move desde a criação

b) Jó 33:4 - O Espírito Santo dá vida e preserva a vida

c) Jz 3:10 - O Espírito Santo vinha sobre os juízes

d) Is 42:1 e Is 61:1 - O Espírito Santo estava sobre a pessoa

e) Is 11:2 - O Espírito repousava sobre, não vivia dentro da pessoa.

f) At 28:25 - O Espírito Santo falava pelos profetas

 3. NO VELHO PACTO OS ELEITOS VIVIAM NA ESPERANÇA QUE DEUS, ALGUM DIA, DARIA O ESPÍRITO SANTO A TODOS.

a) Jl 2:28 - Todos aguardavam a promessa

b) Mt 3:11 - João Batista falou da promessa

c) Jo 14: 16, 17 - Jesus reforçou a promessa.

d) Jo 7:39 - O Espírito Santo viria após a glorificação de Cristo

 4. A RESSURREIÇÃO DE CRISTO DESENCADEIA O CUMPRIMENTO DAS PROMESSAS PROFÉTICAS RELATIVAS AO ESPÍRITO SANTO.

a) At 1:4 - Jesus, antes de subir ao céu, falou aos discípulos da promessa

b) At 1:5 - A lei deu água, a graça daria o Espírito Santo.

c) At 1:8 - O Espírito Santo traria poder a vida do crente

d) At 2: 1-4 - A promessa se cumpriu no dia de pentecostes

e) At 2: 5-13 - A manifestação sobrenatural evidencia o cumprimento da promessa.

 5. O ESPÍRITO SANTO DEPOIS DE PENTECOSTES.

a) At 2:39 - É para todos os chamados por Deus

b) Gl 3:22 - É para os que crêem

c) Tt 3:5, 6 - Não é por obras, é por graça.

 6. O ESPÍRITO SANTO É QUE PRODUZ O NOVO NASCIMENTO.

a) 1ª Co 12:3 - Ninguém pode dizer: Senhor Jesus! senão pelo Espírito.

b) Ef 1:13 - No dia em que se crê, se é selado com o Espírito Santo.

c) 1ª Co 6:17 - O Espírito Santo passa a ser UM com o nosso espírito.

d) Rm 8:9 - Quem não tem o Espírito Santo não é de Cristo - não é crente

 7. TODO CRENTE EM JESUS CRISTO FOI BATIZADO NO ESPÍRITO SANTO

a) 1ª Co 12:13 - Todos os crentes beberam de um só Espírito

b) Gl 3:27 - Quem tem Jesus está batizado, revestido de Cristo.

 8. DEUS NÃO DÁ O ESPÍRITO SANTO AOS POUCOS OU POR MERECIMENTO.

a) Jo 3:34 - O Espírito Santo não é dado por medida

b) At 10:44 - O Espírito Santo vem à vida de uma pessoa pela Palavra.

c) 2ª Co 1:21 - Deus, por graça, unge, batiza os seus filhos.

 9. O ESPÍRITO SANTO HABITA NO CRENTE PARA SEMPRE.

a) Ef 4:30 - O crente foi selado com o Espírito Santo

b) 1ª Jo 2:20 - Batismo no Espírito Santo, selo, unção, revestimento é a mesma coisa.

c) 1ª Jo 2:27 - A unção, o batismo no Espírito Santo permanece para sempre.

d) Rm 11:29 - O Batismo no Espírito Santo é um dom, e, portanto, irrevogável.

 10. O ESPÍRITO SANTO NÃO SAI DA VIDA DO CRENTE, MAS PODE DEIXAR DE

MANIFESTAR-SE.

a) 1ª Ts 5:19 - Quem não faz a vontade de Deus apaga a chama do Espírito Santo em sua vida.

b) Ef 4:30 - O Espírito Santo pode se entristecer com as atitudes erradas do crente

 11. O ESPÍRITO SANTO É A MANIFESTAÇÃO DE DEUS NESTES TEMPOS FINAIS.

a) Jo 6:63 - O Espírito Santo dá vida

b) Jo 14:16 - O Espírito Santo consola

c) Jo 14:18 - O Espírito Santo ampara

d) Tt 3: 3-6 - O Espírito Santo lava, regenera e renova

e) Jo 14:26 - O Espírito Santo ensina e faz lembrar a Palavra

f) Jo 16:8 - O Espírito Santo convence do pecado, da justiça e do juízo.

g) Jo 16;13 - O Espírito Santo guia a toda verdade

h) Rm 8:26 - O Espírito Santo assiste o crente em suas fraquezas

i) Rm 8:27 - O Espírito Santo intercede pelos santos

 12. NESTE NOVO PACTO, O ESPÍRITO SANTO NÃO SE MOVE SEM A IGREJA.

a) Ef 4:4, 5 - A Igreja é o Corpo de Cristo, e é através da Igreja que o Espírito Santo se manifesta.

Um só Espírito = o Espírito Santo

Um só Senhor = o Senhor Jesus Cristo

Uma só Fé = o Dom da Fé

Um só Batismo = o Batismo com o Espírito Santo

No Novo Pacto somos batizados (imergidos, mergulhados) no Espírito Santo. Esse é que tem valor!

 PALAVRA FINAL: O crente em Jesus está completo porque nele habita toda plenitude da Divindade. Todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, já nos foram doadas. Agora há um chamado para os que foram batizados no Espírito Santo a desenvolver a Salvação com temor e tremor e conhecer a sua herança nos santos e tomar posse, por fé, de tudo aquilo que lhe pertence por Graça.

 O ato de passar pelas águas é a atitude feita pelo homem, para testemunhar aos outros que se arrependeu e que voltou para Deus.

O batismo com o Espírito Santo vem para selar , confirmar que você foi recebido como filho aprovado por Deus. Que estás preparado para ser útil para as obras de Deus. Jesus tinha trinta anos, preparado para testemunhar Deus entre os homens.


Nenhum comentário: