21/08/2008

Lição dos Recabitas

LIÇÃO DOS RECABITAS - Jeremias 35
Primeiramente, vamos entender a origem dos recabitas: o fundador deste clã foi Jonadabe, filho de Recabe, mais de 200 anos antes de Jeremias. Vivendo em Israel, Jonadabe participou com Jeú do extermínio da casa de Acabe e dos sacerdotes de Baal, conforme 2 Reis 10:15ss – Jonadabe identificou-se com aquele que zelava pelo Senhor e por fazer cumprir as palavras proféticas contra a casa de Acabe.
Assim, os recabitas constituíam uma família israelita que vivia de forma nômade, seguindo as recomendações que seu patriarca estabelecera. Jonadabe, um líder de excelência, que ainda influenciava seu povo depois de 200 anos de sua morte!
O Senhor mandou fazer este teste aos recabitas, chamando-os no templo e servindo a eles vinho. O verso 3 descreve que toda a comunidade dos recabitas estava presente à convocação. Seguindo as ordens de Deus, Jeremias serviu jarras de vinho e copos numa mesa e mandou que os recabitas se servissem (v. 5). A resposta dos discípulos de Recabe está no verso 6: nossa vida é pautada pelas recomendações que aprendemos com nosso antepassado Jonadabe. Eles prezavam por cumprir o modelo de vida ensinado pelo seu líder (vs. 6 a 11).
A intenção de Deus com aquele teste foi confrontar os demais judeus com o exemplo dos recabitas – v. 16 Os descendentes de Jonadabe, filho de Recabe, cumprem a ordem que o seu antepassado lhes deu, mas este povo não me obedece. Este é o nosso desafio como líderes, influenciar nossos discípulos a seguirem o modelo de vida que recebemos do nosso Senhor.
As ordens de Jonadabe visavam que os Recabitas vivessem como peregrinos, forasteiros. Um peregrino é alguém que não cria raízes em lugar algum, mas que está sempre desprendido para locomover-se por caminhos novos. O Novo Testamento ensina que somos peregrinos nesta terra:
Todos eles viveram pela fé, e morreram sem receber o que tinha sido prometido; viram-no de longe e de longe o saudaram, reconhecendo que era estrangeiros e peregrinos na terra. (Hb 11:13); Pois não temos aqui nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir.(Hb 13:14); Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma.(I Pe 2:11).
Por conta da fidelidade dos descendentes de Recabe, o Senhor decretou uma bênção para sua linhagem: Assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Vocês têm obedecido àquilo que o seu antepassado, Jonadabe, ordenou; têm cumprido todas as suas instruções e têm feito tudo o que ele ordenou. Por isso, assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Jamais faltará a Jonadabe, filho de Recabe, um descendente que me sirva.(vs. 18,19). De igual modo há bênção para o discípulo que aprende a honrar e que é fiel em guardar os ensinamentos que recebe.
Ore ao Senhor para que lhe dê a capacidade de manter-se fiel. Que o Senhor lhe dê a excelência para implementar em sua linhagem a fidelidade, a exemplo dos recabitas.

A LIÇÃO DOS RECABITAS
O capítulo 35 de Jeremias narra um episódio muito interessante do ministério do profeta junto a um clã de israelitas, chamados Recabitas. Estes eram descendentes de Jonadabe, filho de Recabe, que viveu mais de duzentos anos antes do profeta Jeremias. Jonadabe é mencionado em II Reis 10:15ss, em parceria com Jeú, na ação contra a casa do então rei de Israel, Acabe – o marido da abominável Jezabel.
Jeremias recebeu do Senhor a seguinte recomendação: deveria chamar todos os recabitas a uma das salas do templo, em Jerusalém, colocar diante deles jarras de vinho e convida-los a beberam aquele vinho. A resposta dos descendentes de Jonadabe foi surpreendente e é relatada em Jr 35:6-11. Eles declararam que não poderiam beber vinho, nem plantar vinhas, nem morar em casas, mas sim em tendas, por causa das recomendações de seu líder, Jonadabe. Mais de duzentos anos depois, aquela família era fiel às instruções de seu líder.
Deus usou a fidelidade dos recabitas para questionar o restante de Judá por conta de sua infidelidade em obedecer Seus mandamentos. Os recabitas nem bebiam vinho por serem fiéis ao seu líder, mesmo depois de cinco gerações passadas. Temos nesta história lições preciosas.
Precisamos de líderes como Jonadabe. Pessoas que transmitam às gerações seguintes o dna da fidelidade. Líderes que ensinem o povo de Deus a viver como peregrinos e forasteiros nesta terra (Hb 11:13, 13:14, I Pe 2:11) – ou seja, amigos de Deus e não amigos do pecado.
Profetizamos acerca da nossa quinta geração. Considerando que quarenta anos é um tempo que caracteriza uma geração, havia naquela reunião com o profeta pessoas da quinta geração de Jonadabe. Veremos nossas gerações futuras, inclusive a quinta geração de líderes a partir dos doze, servindo ao Senhor com fidelidade e santidade.
A fidelidade possibilita as bênçãos. Há diversas maneiras de demonstrar a infidelidade para com o líder – por vezes as pessoas até “espiritualizam” a infidelidade. A infidelidade sempre atrai maldição. Por outro lado, a fidelidade garante bênçãos. Foi o que ocorreu com os recabitas, conforme Jr 35:18,19, onde o Senhor afirma que em face da obediência daquela família aos ensinos de seu líder, o Senhor dos Exércitos garantia uma bênção para todas as futuras linhagens recabitas.
A fidelidade é conseqüência de um caráter tratado. Que o Senhor nos dê líderes curados, fiéis e santos, que transmitam esta influência às demais gerações.

Como os Recabitas
“ E pus diante dos filhos da casa dos recabitas taças cheias de vinho e copos e disse-lhes: Bebei vinho. Mas eles disseram: Não beberemos vinho, porque Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, nos mandou, dizendo: nunca bebereis vinho, nem vós nem vossos filhos; (Jr 35-5)”
Os Recabitas eram uma ordem religiosa nômade fundada por Jonadabe, filho de Recabe, durante o século IX a.C. (II Reis 10:15-33) não moravam em casas nem usavam qualquer produto da videira.Até a época da narrativa de Jeremias permaneciam fiéis ao estilo de vida implantado pelo fundador: Jonadabe, filho de Recabe. Eram 250 anos de fidelidade.Jeremias estava no templo quando, dirigido por Deus, usa os Recabitas de exemplo para doutrinar os rebeldes de Jerusalém e Judá.Não era próprio dos Recabitas morarem na cidade. Estavam em Jerusalém, fugindo dos exércitos Sírio e Caldeu. Eles sempre se justificavam perante o povo, pois, por muito tempo habitaram em tendas no deserto.
Acredito que a cidade era muito mais tentadora para eles: Vinho a vontade, casas confortáveis, convites generosos, porém, nada disso era suficiente para fazê-los desistir do seu voto.
Deviam ser chamados de tolos, fanáticos ou coisas do gênero. Deus, no entanto se agradara deles pela obediência e persistência no bem.
“As palavras de Jonadabe, filho de Recabe, que ordenou a seus filhos que não bebessem vinho, foram guardadas, pois não beberem até este dia, antes obedeceram o mandamento de seu pai,: a mim porém, que vos tenho falado, madrugando e falando, não me ouvistes... Tenho enviado profetas, dizendo convertei-vos, porém não me obedecestes” Jr. 35-14,15”
Quantos seguem fielmente o seu time de futebol, seu grupo de Rock, seu grupo de amigos, e abandonam totalmente a Deus? Alguns dão a vida pelas empresas que trabalham, pelo País, pela sua forma-física, pelos seus ideais e negligenciam totalmente o relacionamento com Deus.
Deus quer que tenhamos uma vida abundante com: diversão, amigos, trabalhos, bens, família e sobretudo não esqueçamos de ter comunhão com Ele.
No Evangelho de Lucas (12: 20,21) Jesus conta uma parábola sobre um homem rico e trabalhador, ele havia prosperado tanto que aumentou todos os celeiros para guardar seus bens, PORÉM, negligenciou seu relacionamento com Deus.
“Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros e não é rico para com Deus”.
Os Recabitas temiam a Deus, e a conseqüência foi a obediência aos princípios éticos familiares. Deus não os deixou desapercebidos no que os abençoou grandemente. Assim também é para conosco.O mundo necessita de Recabitas, que chamem a atenção de Deus e sirvam de exemplo para os apostatas.

Um comentário:

robername disse...

gostaria de saber o nome da cantora que cantou hoje por volta das 08 horas um musica com os dizeres´´ a ordem e para orar a ordem e para jejuar``por favor me envie no email evandro15690@gmail.com
grato=evandro